Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

ANÁLISE POÉTICA | Limites ao Léu, de Paulo Leminski

Nos anos 60, o curitibano Paulo Leminski Filho, começou a escrever após conhecer o Concretismo através dos poetas Décio Pignatari, Haroldo de Campos e Augusto de Campos, que conceberam a Poesia Concreta. Porém, no decorrer de sua trajetória, Leminski agregou várias referências diferentes em suas obras, tornando-se famoso já nos anos 70, quando publica seus primeiros livros. Se destaca por seu modo próprio de escrita, agregando elementos diversos como trocadilhos, ditados populares, budismo, também escrevia haicai e poesia marginal. Leminski foi também, além de poeta e escritor, professor, tradutor, compositor e crítico literário.
Em 1997, o autor publica Distraídos Venceremos, livro dividido em três partes onde o autor apresenta haicais, versos e metapoemas. Nesta obra, é encontrado o poema LIMITES AO LÉU, republicado postumamente em La vie en close, coletânea de 2004 que reúne alguns poemas escritos depois de Distraídos Venceremos. Paulo Leminski morreu de cirrose em 1989.


LIMITES AO…

Últimas postagens

POEMA | Iluminação

MUSICA | Entrevista com Zohar Ginzburg, do Trust A Lady

Pop Team Epic, essa coisa bizarra

DICA DE QUADRINHO | Velocity

DICA DE QUADRINHO | Superman: Red Son, de Mark Millar

Gatolicismo: Magia do Caos, verdades ocultas e a crença em gatos

MÚSICA | Sobre Plumtree e Scott Pilgrim

CONTO | Pra quê adotar um gato?

MÚSICA | BiS, sua nova formação, turnê e single

DICA DE QUADRINHO | Repeteco (Seconds), de Brian Lee O'maley

DICA MUSICAL | Ruins of Elysium - Seeds of Chaos And Serenity